quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

A Ceia de Natal!

Este ano o Natal não foi feliz... Foi um misto de felicidade por estar na minha casa, a passar o Natal com quem amo e de uma grande infelicidade... Mas já passou!
Vou deixar aqui a ementa da Ceia de Natal! ~

Entrada
Camarões fritos com alho e coentros
Queijo recheado de trufas
Queijo recheado com mel de nozes
Manteiga de ervas

Pão (feito na MFP)
Broa de Milho

Prato:
Borrego assado com batatinhas

Sobremesa:
Bolo de Chocolate Delicia

Mesa de Natal:
Fritos de abóbora
Rabanadas
Azevias

E foi esta a minha mesa de Natal!

quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

O básico

Ontem para o jantar fiz um acompanhamento que considero básico, mas sempre muito bom! A Minha Pessoa não gosta muito, mas lá escolheu e comeu... Eu adoro e acho que cai bem com muita coisa! Estou a falar de arroz de ervilhas! Que foi feito com estes croquetes!
Ingredientes:
Cebola
Alho
Azeite
Ervilhas
Arroz
Sal e pimenta
Preparação:
Num tacho deitei um fio de azeite e um dente de alho e deixei aquecer. Quando estava quente juntei a cebola picada muito fina (o mais fino que consegui, enquanto os olhos ardiam e escorriam lágrimas como se me tivesse sido dada a noticia de uma tragédia) e deixei ficar transparente. Pus água a aquecer na chaleira eléctrica e medi 2x a medida de arroz mais uma x para ter água suficiente para cozer as ervilhas. temperei de sal e pimenta e deixei ferver. Quando estava a ferver juntei as ervilhas e deixei cozer por 10 min. Depois juntei o arroz, mexi e deixei cozer por mais 10 min.
Bom apetite!

terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Gratinado de legumes

Para a festa de aniversário da Minha Pessoa fiz várias coisas, entre elas um gratinado de legumes que ficou muito bom! É um prato que resulta bem porque fica muito bonito, colorido e com um sabor muito agradavel. Gostei muito e irei repetir com certeza muitas vezes! É uma boa sugestão para a mesa de Natal!
Receita:
Ingredientes:
1 Courgette
3 Cenouras
5 Tomates
2 Cebolas
Alho
Manjericão fresco
Salsa Fresca
Sal, piri-piri e azeite
Preparação:
Comecei por lavar bem todos os legumes e descascar a courgette e as cenouras. Deitei no fundo de uma tabuleiro de ir ao forno um fio de azeite. Cortei os legumes às rodelas finas e alternei as camadas de legumes, sem contar com a cebola. Entre cada camada temperei de sal, um bocadinho de piri-piri, o manjericão e a salsa picados. As cebolas são cortadas às rodelas finas e passadas numa frigideira com um fio de azeite, umas pedras de sal e um dente de alho cortado. Juntei também alguns grãos de 5 pimentas. As rodelas de cebola devem ficar transparentes. Deitei por cima dos legumes, reguei com um fio do azeite de alourar as cebolas, voltei a polvilhar com salsa e manjericão picados e levei ao forno cerca de 40 min (ou até os legumes estarem cozinhados).
Bom apetite!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Arroz de Polvo

Mas as experiências ontem continuaram: para o jantar houve arroz de polvo! Nunca tinha feito!
Comprei o polvo no continente, naquelas embalagens congeladas. E como a Minha Pessoa gosta muito resolvi fazer! E não é que correu muito bem!
(Agora estava aqui a pensar e percebi que só ponho aqui as receitas que correm bem, mas faço muitas que não correm bem, que são um desastre… Essas não partilho, porque acho que não vale a pena, mas um dia destes vou partilhar…)
Cá vai então a receita:
Ingredientes
400 gr de polvo
1 Chávena de arroz
Tomate, cebola, salsa, alho, louro
4 Colheres de sopa de polpa de tomate
Azeite
Piri-piri
Sal
1 Chávena de caldo de peixe

Preparação:
Numa panela deitei água a ferver (fervo s água antes na cafeteira eléctrica), sal e uma cebola cortada a meio e o polvo. Pus a cozer durante cerca de 40 min (até ficar macio).
Num tacho deitei um fio de azeite, alho em pó e deixei aquecer. Quando estava quente deitei cebola picada e deixei alourar. Juntei o tomate sem pele e sem sementes e deixei cozinhar por 5 min, mexendo para não pegar. Juntei um ramo de salsa, polpa de tomate e um pouco do caldo de peixe. Deixei apurar. Entretanto cortei o polvo, já cosido aos bocadinhos e misturei. Juntei o restante caldo de peixe e deixei apurar. Juntei 3 chávenas da água de cozer o polvo e uma chávena de arroz e deixei cozer por 10 min. Polvilhei de salsa picada e servi.

Nota: não servi de imediato, porque ainda havia uma entrada para servir. Mas fiz mal! Porque entretanto secou e ele deve ser malandrinho! Por isso, o melhor mesmo ao fazer este tipo de comida, é por o arroz na altura em que formos para a mesa comer as entradas. Já dizia a minha avó: “ O arroz não pode esperar por nós, somos nós que temos que esperar por ele.”

Bom apetite!



Sonhos

O dia de ontem foi complicado, entre altos e baixos (como todos os meus dias nesta época do ano), mas fiz os meus primeiros sonhos! E correram bem! Esta receita vi na revista “Doces de Natal”, deste ano.
Aqui deixo a receita:
Ingredientes
2,5 dl Água
80 gr de manteiga
1 Casca de Limão
150 gr de Farinha
4 Ovos
Óleo
Sal
Açúcar e canela

Preparação:
Num tacho deitar a água, uma pitada de sal, a casca de limão e a manteiga. Deixar ferver. Quando estiver a ferver juntar a farinha e ir mexendo sempre até descolar do tacho. Retirar do tacho e deixar amornar. Juntar os ovos, um a um, mexendo sempre entre cada um, de modo a formar uma massa lisa. Com a ajuda de duas colheres de sopa, ir fritando bocados de massa, num frigideira com o óleo bem quente. Virar com a ajuda de dois garfos e deixar ficar louro. Por a escorrer num recipiente com papel absorvente e depois passar por açúcar e canela.

Bons sonhos!


Um pequeno-almoço diferente

Este Domingo acordei e percebi que não havia pão lá por casa, e que o nosso pequeno-almoço estava comprometido, uma vez que não havia também cereais. Eu esqueci-me de por a máquina do pão a trabalhar no Sábado, quando chegámos a casa!
Mas logo tive uma ideia: fazer scones, que se podem comer quentinho com manteiga, doce ou mel. Mesmo o que apetece neste tempo frio! E se bem pensei, melhor o fiz. Estavam óptimos, e foram comidos todos de uma vez, quentinhos…

Receita:
Ingredientes:
2 Chávenas de farinha
4 Colheres de sopa de açúcar
2 Colheres de sopa de leite
1 Iogurte natural
1 Colher de chá de fermento
2 Colheres de sopa de manteiga derretida

Preparação:
Misturar tudo até formar uma massa uniforme. Com a ajuda de uma colher de sopa dispor porções de massa num tabuleiro, previamente untado ou forrado de papel vegetal. Vai a forno pré aquecido cerca de 10 min, até ficarem douradinhos.
Muito bons mesmo!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Só para dizer que...

Estou a adorar a experiência de ter um blog onde posso falar das minhas experiências na cozinha! Onde posso partilhar uma das coisas que mais gosto de fazer: cozinhar!
Obrigada aos meus 11 seguidores! É bom haver esta interactividade!

Empadão de carne

Vou ter um novo frigorífico lá por casa, um daqueles combinados, em que vão caber todas as garrafas e todos os sacos que eu quiser lá por! :)
Estou mesmo contente, uma vez que o actual frigorífico tem um congelador tão pequeno, que quando abro a porta várias coisas saem de lá sozinhas! Porque estão lá tão bem acomodadas, que é só abrir para que elas escorreguem e se façam notar... Já me tem acontecido ir às compras e não poder comprar as coisas que quero porque depois não tinha espaço no frigorífico e até já me aconteceu arranjarem-me um frango caseiro e ter que o cozer todo ao mesmo tempo, porque não tinha onde o por!
Até Sábado (dia em que chega o novo frigorífico) resolvi ir acabando com o que há por lá, sem comprar outras coisas, para terminar o que há de mais antigo... Ontem foi a vez de um saco de carne picada com chouriço aparecer. E deu um belo empadão, feito num ápice e muito bom!
Receita:
Ingredientes
200 gr de Carne picada com chouriço (peço no talho para picar o chouriço e junto tudo)
1 Lata de cogumelos laminados
Azeite
Alho, cebola e tomate
Polpa de tomate
1 Colher de chá de molho pesto rosso
Sal, pimenta preta, cominhos moídos, piri-piri
Salsa fresca
Puré de Batata
Batata
Leite
Manteiga
Sal, pimenta e noz-moscada
Comecei por cozer as batatas, em água e sal. Quando estavam cozidas escorri, passei com um garfo, pus num tacho, juntei leite e 2 colheres de chá de manteiga e mexi até o puré estar cremoso. (Adiciono o leite até ficar com a consistência desejada). Depois é só temperar com pimenta e noz-moscada a gosto. Reservei.
Num tacho deitei um fio de azeite e alho e deixei alourar. Quando estava quente juntei a cebola picada e deixei que esta ficasse transparente. Juntei os cogumelos escorridos, temperei com uma pitada de sal e deixei cozinhar uns minutos. Tive o cuidado de mexer com frequência para não pegar. Juntei depois o tomate sem pele e sem sementes, 2 colheres de sopa de polpa de tomate e o molho pesto rosso (compro no Pingo Doce). Deixei ferver. Juntei a carne e envolvi bem. Deitei a salsa cortada, a pimenta, o piri-piri, sal e deixei cozinhar. Quando estava a ferver deitei meia lata de cerveja e mexi. Tapei e deixei apurar durante 15 min, ou até evaporar o molho e ficar uma mistura cremosa.
Num tabuleiro deitei uma camada de puré de batata, por cima a carne, outra camada de puré de batata e pus no forno 15 minutos.
É muito bom!
Nota: Esta receita na parte do puré não está exactamente como a fiz ontem, porque estava com pressa e fiz puré congelado do Pingo Doce (passe a publicidade). É bom, mas demora quase tanto a fazer como o verdadeiro e sai muito mais caro. Vou voltar a fazer do verdadeiro.
Nota2: Devia ter pincelado o puré com ovo antes de ir ao forno, mas não tinha nenhum! Se for pincelado fica com um dourado mais bonito.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Patê de Camarão - participação na Semana dos Patês

Queria fazer este patê para participar na semana dos Patês do blog Cozinha com Arte . Não sei de vai dar, porque não tirei fotos, mas o patê ficou muito bom! Comemos com pão do dia, porque preferimos em relação às tostas...
Ingredientes:
Maionese (o necessário para a quantidade de pessoas que vão servir; eu usei 2 colheres de maionese)
Pickles (2 rodelas de cenoura e um bocadinho de couve-flor)
2 palitos de delicias do mar
Miolo de camarão
Sal, pimenta e alho moído
Numa taça junta-se a maionese com os pickles partidos e as delicias do mar partidas muito finas. Numa frigideira deita-se uma noz de manteiga e salteiam-se os camarões, que devem ser previamente cozidos em água a ferver com sal, e junta-se pimenta preta e alho em pó. Quando estiverem lourinhos partem-se em bocados muito pequenos e junta-se ao preparado que está na tigela.
Vai ao frigorífico durante um bocado para ficar bem frio. (Se estivermos com pressa pomos durante 20min no congelador, tapado com papel celofane).
É uma sugestão que é rápida e muito agradável.

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lasanha de Atum

Um dia destes cheguei a casa e tinha muita coisa para fazer, fora da cozinha (como passar a ferro ou dar uma limpeza ao chão) e pensei em fazer atum, batatas e legumes cozidos. Quando cheguei a casa percebi que não tinha batatas e que os legumes que pensava ter já não estavam no sitio deles... Por momentos fiquei um bocadinho sem saber o que fazer, até que me lembrei de uma lasanha de atum... Nunca tinha feito e resolvi improvisar. Saiu muito bem e deu para 2 refeições.
Ingredientes:
2 Latas de atum
Folhas de Lasanha (compro daquelas que não é preciso cozer)
Milho
1 Lata de cogumelos laminados
2 Cebolas
Tomate pelado
Azeite
Sal, pimenta, alho em pó, açafrão das índias e cravinho
Cerveja
Salsa fresca
Molho Bechámel
Manteiga
Farinha
Leite
Sal, pimenta e noz-moscada
Comecei por fazer o molho bechámel (não ponho quantidades, porque não tenho noção do que usei): num tacho pus a derreter a manteiga e quando esta estava derretida fui juntando a farinha, a pouco e pouco, para ficar tudo envolvido. Depois é só juntar o leite em fio até formar um creme espesso. É preciso cuidado a mexer para não pegar e não ferver. No fim é só temperar com sal, pimenta preta e noz-moscada a gosto.
Reservei.
Num tacho deitei um fio de azeite, alho em pó e cebola cortada finamente. Deixei cozinhar até a cebola ficar translúcida e depois juntei o tomate meio desfeito (desfaço com as mãos), o cravinho e o açafrão. Deixei apurar cerca de 5 min, juntei o atum, os cogumelos escorridos e o milho e deixei ferver. Acrescentei a cerveja aos poucos e deixei ferver para apurar cerca de 15 min. No fim piquei a salsa e envolvi.
Num tabuleiro de ir ao forno, untado com um fio de azeite, pus uma camada de placas de lasanha, uma camada de atum e uma camada de molho bechámel. Fiz assim até terminar os ingredientes e por cima pus molho bechámel e polvilhei de pão ralado (pouco).
Foi ao forno cerca de 15min até tostar.
Uma refeição saborosa e nada difícil de fazer!

Rescaldo

Venho aqui só num minuto para dizer que correu tudo muito bem, que todos os pratos estavam óptimos e que as mini-férias passaram a correr, entre a cozinha e o aniversário da Minha Pessoa!
Quando tiver um bocadinho passo por aqui para deixar algumas receitas e contar mais qualquer coisa das festas destas mini-férias!

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

A Ementa de Sábado

Depois de muito pensar, falar e atentar na sugestão recebida (obrigada) a ementa de Sábado está a ser escolhida devagarinho!

Temos para entradas:
Cogumelos Recheados
Queijo Chévre Folhado com Mel e Nozes
Bruschettas

Temos 2 massas:
Esparguete Nero com Camarão
Tortellini Rosso com Cogumelos

Acho que vamos ter um Caril de Lulas e Gambas com Arroz Basmati

E de sobremesas:
Cheesecake de manga
Bolo Nuvem da Nigella
Tiramissu
Strudel de Maçã

E vamos ter uma Quiche oferecida por um amigo muito querido e uma CASCATA de chocolate com fruta para animar a mesa!

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Queques de Leite Condensado

Nós gostamos muito de trazer qualquer coisa para morder no trabalho... *or vezes são umas fatias de pão, outras vezes faço uns queques ou bolos de fatia para trazermos! São bons e não precisamos de ir comprar ao café! Ontem fiz uma receita de queques nova.

Cá vai a receita:

Ingradientes
1 Pudim Boca Doce de Leite Condensado
3 Ovos
3 medidas de pudim de açúcar
1 medida de pudim de leite
4 colheres de manteiga derretida
4 medidas de pudim de farinha
1 colher de chá de fermento


Na batedeira juntei o açúcar com os ovos até fazer um creme. De seguida juntei a farinha e o fermento e bati bem, até estar tudo ligado. Juntei o leite, a manteiga e o pudim e bati durante 5 minutos. Deitei em formas de silicone e deixei cozer por 20 min.
Ficaram muito bons e nada secos!
Bom apetite!

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Ementa para festa de aniversário

Vai haver uma grande festa de aniversário lá em casa para a semana! E estou a pensar na ementa...
Para entrada A Minha Pessoa. que é quem faz anos e para quem eu vou fazer um jantar, com todo o meu amor, pediu-me Folhado de Queijo Chévre e Bruschettas. Pensei também em comprar queijo para fazer uma entrada sempre muito apreciada e que já não faço há muito tempo, Queijo com pimentos e talvez ovos de codorniz ou ovos recheados.
Vou também fazer umas massas, umas novas que comprei (e que uma delas experimentei ontem). Vou fazer uma vegetariana, porque temos uma amiga vegetariana.
A minha grande dúvida está nos pratos salgados, quentes. Alguém me pode ajudar? Aceito sugestões... Queria algo que se pudesse fazer antes e depois desse para aquecer...
Para sobremesa vou fazer Chessecake, vou ter broas espalhadas pela mesa e espero poder finalmente experimentar o bolo Nuvem da Nigella, que deve ser delicioso!
Aceito sugestões, porque estou mesmo decidida a fazer um jantar especial, para uma pessoa também muito especial!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Jantar do 1º de Dezembro


Bom, cabe-me hoje ser eu a colocar um post. Assim, conto-vos como foi o jantar.
A Viciante fez para o jantar Esparguete Nero di Sépia! Eis os ingredientes:

2 lombos de salmão
Miolo de Camarão
Esparguete Nero de Sépia (esparguete preto que se encontra na zona gourmet dos supermercados)
Sal
Pimenta Preta
piri-piri
1 malagueta
azeite
salsa e coentros secos
Gengribre picada
Mangericão
Natas
Alho em pó

Modo de preparação:

Cozeu a massa com bastante água a ferver, com fio de azeite, uma malagueta e sal. Numa frigideira funda pôs azeite e alho em pó e deixou aquecer. Depois juntou os lombos de salmão cortado aos bocadinhos e o miolo de camarão. Deixou cozinhar durante 8 minutos e depois temperou com salsa, coentros picados, gengibre e mangericão. Misturou cerca de meio pacote de natas, deixou ferver e depois juntou a massa envolveu tudo muito bem e polvilhou com mais salsa.


Devo dizer que estava excelente!
Ah, como entrada tivemos pão com chouriço(feito na mfp) e queijo do Rabaçal, tudo acompanhado de um bom tinto :)
Cá em casa come-se muito bem, parabéns à cozinheira :)

Ass: Pégaso

A MFP II


Cá vai a justa homenagem à nossa MFP: é utilizada quase todos os dias, trabalha bem e até hoje fez sempre tudo o que dela se esperava. Ainda não foi muito explorada, porque só tem feito pão, mas acho que este mês vai ser mais usada, porque descobri que se podem fazer massas para bolo rainha e outros, e alguns até cozer! Depois vou dando noticias!
Hoje fizemos, pela 1ª vez, pão com chouriço e ficou muito bom! Não se vê muito o chouriço, mas eu garanto que havia e que estava mesmo muito bom!

Os 1º presentes do ano


Estes são os nossos 1º presentes do ano... Lá dentro há broas! Os embrulhos foram feitos com papel crepe e laços dourados! E foram muito apreciados por quem recebeu!

terça-feira, 30 de novembro de 2010

Os meus bombons...

:(

Este fim-de-semana tentei fazer bombons… Tinha visto bombons com muito bom aspecto e fiquei a pensar que também podia fazer. Fica muito bem como um mimo natalício… Infelizmente não correu muito bem desta vez e nem tirei fotos, porque tive vergonha. Amanhã vou voltar a fazer e desta vez acho que vai correr bem, porque entretanto descobri onde errei! Depois dou noticias!

domingo, 28 de novembro de 2010

A MFP


A MFP é muito usada cá em casa... Desde que a comprámos quase não compramos pão fora, a menos que nos esqueçamos de pôr pão a fazer... Não faço grandes receitas, não tenho inovado muito... Faço um pãozinho saboroso e que nós gostamos!

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Jantar de aniversário

Ontem houve jantar de aniversário lá em casa! Foi a avó que fez anos e juntaram-se os netos todos lá em casa! Foi um jantar bonito e a avó ficou muito contente!

A ementa foi:

Beringelas grelhadas com queijo mozarella

Estas bruschettas

Rolo de Carne com batatinhas no forno e arroz branco

Mousse de Limão

Bolo de aniversário

O pão saiu da nossa MFP, quentinho e bonito... Estava muito bom! O vinho foi o primo que trouxe e era muito agradável. Para entrada houve um Moscatel de Setúbal!

Foi um bom jantar, mas o importante foi que fizemos a avó muito feliz!

Passemos então às receitas!

Batatinhas no forno

Batatas qb (tenho feito com batatinhas novas, mas como ontem não tinha fiz com batatas grandes)

Sal, pimenta, colorau, piri-piri, salsa picada, manjericão e azeite

Descascam-se as batatas e cortam-se às rodelas não muito finas (quando faço com as batatas novas não descasco, lavo e raspo; corto ao meio). Dispõem-se as rodelas de batata num tabuleiro de ir ao forno (não podem ficar sobrepostas) , deita-se sal, pimenta, colorau, piri-piri e rega-se de azeite, polvilha-se com as ervas picadas e vai ao forno cerca de 40 min. (ou o tempo suficiente para ficarem douradas e sequinhas).

São um óptimo acompanhamento, que não custa nada a fazer e ficam muito bem quer com carne quer com peixe! São uma óptima alternativa às batatas fritas, porque não fazem tanto mal.

Mousse de Limão

3 Limões

150 gr de Açúcar

3 ovos

Água

Num tachinho põe-se o sumo de limão, igual quantidade de água, 3 gemas de ovos e o açúcar. Vai ao lume em banho-maria, mexendo sempre até ficar em creme, mas sem ferver.

Numa tigela batem-se as claras em castelo bem firmes e junta-se ao preparado anterior, suavemente, de cima para baixo, para não partir as claras. Vai ao frigorífico 2 ou 3 horas. Decora-se com cascas de limão cortadas às tirinhas.

Muito bom, muito fresquinho e nada enjoativo!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Massa à minha moda

Ontem apetecia-me massa... Eu adoro massa e acho que era capaz de comer massa todos os dias! A minha pessoa esta semana tem chegado mais tarde a casa e eu chego e vou-me entretendo a fazer coisas várias! Mas gosto de ter o jantar pronto à hora da minha pessoa chegar! Gosto de mimar quem amo! E para mim cozinhar é um mimo, é uma forma de demonstrar o meu amor! Porque me empenho, porque cozinho com amor! Ontem foi bem simples, mas mesmo assim feito com muito amor e com muita vontade mimar quem eu sabia que ia chegar do trabalho mais tarde!
E correu bem... Comemos pãozinho quente que tinha saído há pouco da MFP (que não é devidamente apreciada por aqui), com manteiga com sal (comprada no Intermarche, salve a publicidade)! E abri uma garrafa de vinho tinto que estava esquecida lá por casa! Muito bom!
Então é assim:
Ingredientes:
Massa (eu usei lacinhos, mas cada um faz a que quiser)
Água
Sal
Pimenta
Azeite
Alho em pó
Miolo de camarão
1 Lata de atum
1 Lata de cogumelos
Milho
4 Colheres de sopa de polpa de tomate
1/2 Pacote de natas
Salsa picada
Manjericão seco
Numa panela pus a água ao lume, com sal e um fio de azeite e deixei ferver. Depois juntei a massa, mexi, para não se colar e deixei cozer por 7 min. Retirei e passei para um escorredor, onde passei por água fria, para parar a cozedura e manter a massa solta.
Numa frigideira grande (eu usei o wok) deitei um fio de azeite e alho picado. Deixei aquecer, deitei os cogumelos até alourarem, depois juntei o milho, o miolo de camarão, o atum, salpiquei com a salsa e o manjericão, temperei com pimenta preta e umas pedras de sal e deixei cozinhar cerca de 3 minutos. Depois juntei a polpa de tomate, mexendo sempre com cuidado para não desfazer demais os restantes ingredientes, e quando estava tudo ligado juntei 1/2 pacote de natas, mexi e deixei ferver uns minutos.
Numa travessa deitei a massa e por cima o atum e servi polvilhado de salsa.
Muito bom!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Bolo de Cenoura e Laranja com calda

Vi este bolo com calda de chocolate num blog, que confesso que já não sei qual é (estive agora a tentar encontrar, mas não descobri, por isso peço desculpa). Resolvi logo experimentar, mas decidi fazer uma alteração: não fiz a calda de chocolate, porque achei que tinha pouco a ver! Fiz uma calda de laranja, que ficou muito agradável!
Vamos então à receita:
Ingredientes
2 Cenouras
3 Laranjas
1 Chávena de Açúcar + 2 colheres
1 Chávena de Farinha
1/2 Chávena de óleo
3 Ovos
1 Colher de chá de fermento
Preparação:
No copo do liquidificador juntam-se as cenouras raladas, a casca da laranja (que descasquei para poder tirar a parte branca), a laranja cortada aos bocados e sem caroços, o açúcar, o óleo e os ovos. Bate-se tudo até ficar homogéneo.
Na tigela da batedeira juntei a farinha, com o fermento e depois foi deitando o preparado anterior, em fio e mexendo sempre até estar bem ligado.
Deitei numa forma (uso de silicone, por isso não é necessário usar manteiga para barrar) e pus no forno cerca de 25 min, a 220º.
Retirei do forno 5 minutos depois de desligar.
Entretanto preparei a calda: espremi as restantes 2 laranjas, pus num tachinho, juntei 2 colheres de açúcar e deixei ferver para engrossar um pouco.
Desenformei o bolo já frio, piquei com um palito e cobri com a calda.
Muito bom mesmo! Foi um sucesso! E vou repetir com certeza!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

O fim de semana que passou a correr e bruschettas à minha moda

Este fim-de-semana passou a correr (como todos aliás) e não houve grandes cozinhados na minha cozinha! Esqueci-me das receitas no local de trabalho e depois não houve queijadinhas para ninguém! mas não está esquecido! Mas ainda houve tempo para umas entradas muito boas, uma quiche de atum muito saborosa e um bolo muito, mas mesmo muito agradável!
Bruschettas
Para 2 pessoas
2 Fatias de pão (usei um que fiz, e que já tinha 3 dias)
Azeite
Alho
Maionese
Delicias do mar
Miolo de camarão
Tomate Cherry
Manjericão
Salsa
Sal
Pimenta
Coloquei as 2 fatias de pão num tabuleiro, reguei com azeite e deitei alho por cima. Levei ao forno para tostar cerca de 5 minutos. Retirei do forno, barrei com maionese e por cima deitei as delicias do mar às rodelas finas, o miolo de camarão descongelado, o tomate partido ao meio, polvilhei com sal e pimenta e salpiquei de manjericão e salsa picada. Levei ao forno por mais 10 minutos, retirei e servi quente!
Muito boas! Servem de entrada, mas se houver sopa também se tornam um complemento à refeição muito agradável!

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

As ementas lá de casa

Este fim-de-semana lá por casa vai haver Queijadinhas de Laranja, Bola de Carnes e para o almoço de Domingo em casa dos pais da Minha Pessoa, Bolo de Cenoura e Laranja com Calda de Chocolate!! :) :)

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Queques com chocolate

No fim-de-semana comprei formas de silicone para fazer queques (eu gosto muito de formas de silicone, sai tudo muito bem e é fácil, porque evita ter que untar as formas antes... normalmente só as passo por água fria, mas nem sempre). Depois fiquei a pensar que tinha que fazer queques para estrear as formas... Ontem procurei algumas receitas e resolvi fazer uma adaptação.
Cá vai a receita:
Ingredientes
100 gr Farinha de milho
150 gr de Farinha de trigo
2 Colheres de chá de fermento em pó
150 gr de Açúcar amarelo
1 Ovo
4 Colheres de sopa de manteiga
1,5 dl de Leite
Chocolate Negro qb
Preparação:
Numa tigela pus a manteiga a derreter no micro-ondas alguns segundos. Numa taça grande (a da batedeira) juntei a farinha, o fermento e o açúcar. Numa outra tigela juntei o leite, o ovo e a manteiga derretida até estarem os ingredientes todos misturados.
Com a batedeira ligada juntei os ingredientes líquidos aos sólidos e deixei bater cerca de 5 minutos.
Parti chocolate negro em bocadinhos pequenos.
Deitei uma colher de massa em cada forma de silicone, no meio deitei um bocadinho de chocolate e enchi a forma até + ou - 2/3 com a restante massa.
Levei ao forno pré-aquecido a 180º mais ou menos 25 minutos.
Ficaram muito bonitos e saborosos! As formas também ajudaram, uma vez que são em feitio de flor... Claro que não há bela sem senão e eu esqueci-me do fermento. Cresceram pouco, mas para a próxima vou ter mais cuidado. Vou experimentar outras versões, uma vez que se pode por doces de fruta, raspa de limão ou laranja na massa... Mas vou experimentando e vou dizendo como ficam!
PS - Mais uma vez peço desculpa pela falta de fotos... Mas hoje ainda vou tirar para pôr aqui!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Broas Boas


Eu gosto mesmo muito de broas e ao chegar a este tempo lembro-me sempre das que a minha mãe fazia! Que boas que eram! Resolvi então iniciar-me na arte de fazer boas broas! Pesquisei e descobri uma receita que me pareceu mesmo bem para aquilo que queria fazer. Da 1ª vez que fiz nem o cão (um pastor alemão) lhes conseguiu meter o dente, mas desta vez já correu muito melhor! Tão bem que quase que já não há…
Aqui fica a receita:
Ingredientes
500 gr de Farinha (uso 250gr de farinha de milho e 250 gr de farinha de trigo)
2 Colheres de chá de fermento

1,25 dl de Água
1,5 dl de azeite
5 Colheres de sopa de mel
250 gr de Açúcar (uso açúcar amarelo)
5 Colheres de chá de canela
4 Colheres de chá de erva-doce

Preparação:
Num tacho deitar todos os ingredientes, excepto a farinha e o fermento, e misturar bem. Por ao lume e deixar ferver, mexendo de vez em quando para que fiquem bem misturados.
Numa tigela grande deitar as farinhas e o fermento. Quando os restantes ingredientes ferverem, juntar à farinha e bater até fazer uma massa uniforme.
Tender broas (se se deixar arrefecer um pouco a massa é mais fácil e não cola tanto às mãos, se for necessário usar um pouco de farinha para tender), dispô-las num tabuleiro forrado de papel vegetal, pincelar com um ovo batido e colocar nozes partidas em cima de cada uma (também se podem usar outros frutos secos).
Levar ao forno pré-aquecido a 180º durante 15 minutos. Se necessário deixar mais alguns minutos, mas nunca deixar muito tempo para não ficarem rijas. Retirar do tabuleiro e por num saco, para não secarem completamente. Eu utilizo normalmente um saco de pano.

Muito boas!
PS - Estas fotos são das 1ª que fiz... das 2ª não tive tempo porque voaram... Mas vou fazer mais e deixo aqui registo... As próximas vão direitinhas aos meus amigos que ainda não provaram nenhuma!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

Bananas aromáticas

Aqui fica uma sugestão de fim-de-semana: são umas bananas que se fazem muito rápido e não custa mesmo nada! Ficam muito boas e são uma sobremesa diferente!
Ingredientes:
(para 2 pessoas)
2 Bananas
1 Laranja
1 Colher de chá de manteiga
2 Colheres de Moscatel (ou Vinho do Porto)
1 Colher de sopa de mel
Canela qb
Numa frigideira derrete-se a manteiga com duas cascas de laranja (cortar finas, sem a parte branca). Quando estiver quente põe-se as bananas a alourar de ambos os lados. Entretanto espreme-se a laranja e ao sumo junta-se o mel e o Moscatel. Rega-se por cima das bananas já alouradas, deixa-se engrossar o molho durante 3 min (+ ou -).
Tira-se para o prato, rega-se com o molho e salpica-se de canela.
Muito bom e uma bonita sobremesa!
Bom fim-de-semana!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Magusto

Hoje é dia de S. Martinho, dia de Magusto... Na zona onde moro é feriado, mas na zona onde trabalho não... De qualquer forma ontem foi noite de S. Martinho e houve um jantar especial, para comemorar a 14ª noite de S. Martinho na nossa casa nova!
Para as entradas houve castanhas assadas, queijo "Palhais" Gourmet, pãozinho quente e manteiga com grãos de sal do mar!
O prato principal foi entrecosto assado no forno com batatinhas assadas! Tudo acompanhado de um vinho tinto muito agradável!
A sobremesa desta vez não saiu lá muito bem... Foi uma tentativa de fazer um crumble falhada, mas vou continuar a insistir até fazer o crumble perfeito (ou quase)!
Vamos então à receita do entrecosto e das batatinhas!
Entrecosto assado no forno
Ingredientes (para 2 pessoas)
800 gr de entrecosto (ainda sobrou para mais uma refeição)
Azeite
Sal
Massa Pimentão
Massa de Alho
Louro
Pimenta
Pimentão Doce
1 Malagueta
4 Colheres de Cerveja
Num tabuleiro que possa ir ao forno rega-se o fundo com azeite e põe-se o louro. Numa tigela grande unta-se o entrecosto com massa pimentão e massa de alho até estar bem envolvido. Depois coloca-se no tabuleiro, tempera-se com umas pedras de sal (pouco, porque a massa pimentão e a massa de alho já são salgadas), deita-se pimenta preta, colorau (pimentão doce), rega-se com mais um fio de azeite e esmaga-se a malagueta lá para dentro. Rega-se com a cerveja e vai ao forno pré aquecido a 180º até estar tostado de ambos os lados. Convém ir verificando e virando a peça de carne para ficar tostada por igual!
Batatinhas assadas
Batatas pequenas
Azeite
Sal
Pimenta
Colorau
Salsa
Manjericão seco
Lavar muito bem as batatas e cortá-las ao meio (ou em 4, conforme o tamanho; as que comprei eram mesmo muito pequenas, por isso a maior parte foi cortado ao meio). Dispo-las num tabuleiro que possa ir ao forno numa camada única. Regar com azeite, temperar com sal, pimenta, colorau, salsa picada e manjericão seco. Pôr no forno e deixar tostar!
São um óptimo acompanhamento, diferente das batatas fritas, que fica muito bom!
Nota: desta vez não houve fotos... Falha nossa...

domingo, 7 de novembro de 2010

Bolo de Laranja... e foi assim a noite de Sexta-feira!!!


A semana passa a correr (e o fds ainda mais), e agora há uma nova regra cá em casa: durante a semana não se fazem sobremesas e evitam-se os fritos, por isso comem-se muitas sopas (como se tem visto pelos últimos post), grelhados e chá!
Assim, ao fim-de-semana tiramos a barriga da miséria! E este não foi excepção. Na Sexta-feira vinha fazer broas, quando percebi que não tinha comprado mel... Por isso resolvi fazer um bolo de laranja!
E foi uma muito boa opção!

Ingredientes:
4 Laranjas
1 Iogurte natural
1 Copo de iogurte de óleo
3 Ovos
200 gr de Farinha
150gr de Açúcar + 3 colheres
1 Colher de chá de fermento

Lavam-se duas laranjas, cortam-se, retiram-se os caroços e partem-se para dentro do copo do liquidificador. Juntam-se os ovos inteiros, o iogurte e o óleo. Bate-se 3/4 min até estar tudo ligado.
Numa tigela junta-se a farinha, o açúcar e o fermento. A estes junta-se o preparado anterior, numa batedeira, mexendo sempre, até formar uma massa homogénea.
Deita-se na forma (eu usei de silicone e por isso não precisei de untar), e vai ao forno pré-aquecido a 180º durante + ou - 40min (depende do forno e da forma usada).
Entretanto, num tacho deita-se o sumo das outras 2 laranjas e as 3 colheres de açúcar, mistura-se e deixa-se ferver durante + ou - 5 min.
Quando o bolo estiver cozido, retira-se do forno, pica-se com um garfo (ou um palito) e deita-se a calda de laranja. Desenforma-se frio (ou quase) para um prato fundo, porque a calda faz molho.
Muito bom!!! Mesmo!!!

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Sopas e sopinhas!

Lá por casa continuam a reinar as sopas! O tempo já pede, é uma comida muito saudável, que é fácil de aquecer e que sabe sempre bem!
Por isso aqui deixo a sopa que fiz ontem:
Sopa de feijão verde
200 gr de Feijão verde
200 gr de Abóbora
2 batatas pequenas (ou 1 média)
1 Courgette
1 Ramo de Salsa
2 Dentes de alho
3 Cebolas
Azeite, água, sal e pimenta qb
Comecei por descascar e lavar todos os legumes (excepto o feijão verde). Cortei-os aos quadrados pequenos e reservei.
Numa panela pus um fio de azeite (até cobrir o fundo) o alho picado e a salsa e deixei alourar. Juntei os legumes aos quadrados e fui mexendo, até estarem todos a ficar molinhos! Depois foi só juntar o sal e a pimenta e deixar cozinhar mais 3 minutos. Entretanto pus água a aquecer na chaleira eléctrica e quando estava a ferver deitei por cima. Deixei cozer bem.
Lavei e cortei o feijão verde em tiras finas e depois da sopa triturada deitei o feijão para cozer durante 10 min. E está a sopa terminada e que bem que cheira cá por casa!
Nota - Na sopa de feijão verde é tradição juntar segurelha, que agora já se vende em pacotes. Eu não tinha, mas vou tentar comprar porque gosto muito do sabor. Faz-me lembrar o tempo das sopas em casa da minha avó, que é do Alentejo e usa essas ervinhas todas na comida!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Julie& Julia


Ontem foi dia de ver este filme, lá por casa! Um filme do qual gostei bastante, cheio de receitas e de comidas que devem ser deliciosas, que me deu a conhecer uma cozinheira de mão cheia (como se costuma dizer), Julia Child e que me fez pensar! Revi-me na Julie, a personagem do Séc. XXI, que não vive satisfeita com o seu trabalho e que se realiza na cozinha! Que encontra a estabilidade que não tem fora de casa, em casa, na cozinha... onde sabemos que se batermos claras elas ficam em castelo e se juntarmos uma colher de farinha os molhos ficam mais grossos! Eu também sou um bocadinho assim: tenho sorte, muita sorte, em muitas coisas, mas a minha vida profissional não é estavél, nem me dá equilibrio... Esse encontro-o em casa, na minha relação, na minha pessoa e na cozinha!

Quem ainda não viu que veja, porque é um filme doce!

Passei por cá...

Só para dizer que a cozinha lá de casa tem andado mais parada porque iniciámos uma formação e temos as noites ocupadas durante a semana... As noites que não estamos em formação, tentamos fazer coisas saudáveis, e comer sopa todos os dias! Assim, não há grandes receitas...
No entanto este fim-de-semana a cozinha esteve a 100% e vou deixar aqui, esta semana, as ementas do fim-de-semana e respectivas receitas!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Fotos

Ah, em breve aparecerão aqui fotos dos meus cozinhados! Um amigo que jantou lá em casa na 6ª feira passada tirou umas quantas fotos! Estou só à espera que me sejam enviadas!

O Outono

O Outono já está à porta e com ele os dias de sol a fugir para o frio e noites mais frescas! Chegou o tempo das sopas! Que são muito saudáveis e um belo 1º prato. Eu gosto muito de qualquer sopa, mas para iniciar oficialmente a época das sopas fiz uma “Sopa de Santa Terezinha” (receita da mãe).

Ingredientes:
1 Batata (grande ou 2 pequenas)
4 Cenouras
4 Cebolas
Abóbora (a minha estava congelada e pus o que me pareceu bem)
Azeite e sal a gosto
2 Ovos
1 Ramo grande de coentros

Preparação:

Descasquei todos os legumes e cortei aos quadrados. Lavei, pus na panela, tapei com água, deitei sal e deixei cozer até estarem bem cozidos.
Entretanto num tacho à parte cozi os dois ovos (cerca de 15 min.).
Quando os legumes estavam todos cozidos, triturei com a varinha, acrescentei água quente e rectifiquei os temperos. Deitei um fio azeite e mexi. Descasquei os ovos e parti-os com um garfo. Depois é só misturar os ovos, picar o molho de coentros e servir!

Esta é uma das minhas sopas favoritas e muito rápida de fazer!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Batatas Gratinadas

Um dia destes não sabia o que fazer para acompanhar uns bifes, para o jantar e lembrei-me de batatas gratinadas, que é uma coisa de que gosto muito e que afinal não dá assim tanto trabalho a fazer!
Vamos lá então à receita:
Ingredientes: (para 2 pessoas)
3 Batatas
2 Canecas de leite
1/2 Pacote de natas
Sal, pimenta e noz de moscada qb
Margarina qb
Queijo ralado qb
Preparação:
Comecei por descascar as batatas e cortá-las às rodelas (nem muito finas, nem muito grossas). Deixei a escorrer.
Ligue o forno a 180º.
Num tacho deitei o leite, as natas, misturei muito bem e temperei com sal, pimenta preta e noz de moscada. Pus as batatas a cozer no leite cerca de 20 min (ou até estarem cozidas).
Entretanto untei um tabuleiro com um pouco de margarina, deitei lá dentro as batatas já cozidas e o molho, polvilhei com queijo ralado e umas nozinhas de manteiga. Levei ao forno até gratinar (cerca de 10min).
Um acompanhamento diferente e nada difícil de fazer!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Doce de Passion Curd

Este é um doce fresco e agradavél! Em taças pequenas não fica muito bonito, mas numa taça grande fica bem!
Ingredientes

10 Maracujás
1 Lata de leite condensado
2 Gelatinas de frutos exóticos (Também pode ser de pêssego ou de maracujá)

Preparação

Fiz no dia anterior à noite, para solidificar.
Retirei a polpa dos 10 maracujás para dentro de uma tigela e juntei a lata de leite condensado, mexendo bem com uma vara de arames.
Fiz as duas gelatinas com metade da água cada uma e juntei ao preparado anterior. Deitei num pirex redondo e levei ao frigorífico.

Ainda o jantar de 5ª feira

Aqui está uma coisa muito fácil de fazer e muito boa!
Tomates Grelhados

Abrir os tomates ao meio e polvilhar com bastante sal. Dispor em cima de um papel de cozinha durante mais ou menos ½ hora, com a parte com sal para baixo.
Aquecer uma grelha e dispor o tomate até grelhar.
Retirar da grelha, dispor num prato, temperar com um fio de azeite e orégãos

terça-feira, 12 de outubro de 2010

O jantar de 5ª feira!

O jantar de 5ª feira correu muito bem! Foi animado, divertido, calmo e descontraído! E estava tudo muito bom!

Embrulhinhos de Frango e alecrim

Ingredientes

6 Bifes de Frango
12 Fatias de presunto
12 Raminhos de alecrim
Sal, pimenta, noz-moscada
1 Limão
1 Caneca de vinho branco
1 Colher de massa pimentão
1 Colher de massa de alho

Preparação
No dia anterior temperei os bifes com sal, pimenta, noz-moscada e sumo de limão (utilizei o sumo de limão todo, para fazer uma marinada).
No dia do jantar retirei os bifes da marinada e pus uma fatia de presunto, um bife e outra fatia de presunto. Depois é só enrolar e atar com um fio de cozinha. Reguei um tabuleiro de pirex com um fio de azeite, dispus os embrulhinhos, reguei com a marinada e levei ao forno, a 180º. Numa caneca misturei o vinho branco, com a massa pimentão e a massa de alho e fui regando o assado.
Quando estavam lourinhos pus, em cima de cada um, um ramo de alecrim fresco. Deixei tostar.

Servi com batatas Noisette.
Nota: as restantes receitas virão depois!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Ementa lá de casa... De hoje!

Hoje temos uma amiga a jantar connosco! As nossas vidas divergiram e é difícil encontrarmo-nos, mas é alguém importante, que esteve connosco em momentos importantes e que é sempre um prazer receber em casa.
A ementa de hoje foi pensada na 3ª feira, feriado, porque deu jeito ir às compras e trazer o que faltava.
Amanhã deixo algumas receitas e partilho os comentários!
Ementa:
Cocktail de lima
Folhado de queijo Chevre
Bruschettas de Tomate e Cogumelos
Embrulhinhos de Frango com batatinhas Noisette e Tomate grelhado
Doce de Passion Curd (que é como quem diz semi-frio de maracujá)
O vinho vai ser um rosé fresquinho (não sei qual, porque é a nossa amiga que vai trazer)
Estou ansiosa por ir para casa, fazer as coisas! Amanhã conto como foi!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Os tão falados croquetes

Finalmente venho contar a receita dos croquetes que fiz a semana passada e que estão muito bons! São muito saborosos e dão uma refeição muito boa!

Ingredientes:

600 gr de Carne de porco
1 Chouriço
1 Lata de tomate pelado
1 Cebola grande
Sal, pimenta, noz-moscada
Azeite e alho
1 Ovo
Pão Ralado
Farinha

Picar a carne o chouriço, misturar e reservar. No copo do liquidificador pus a cebola cortada grosseiramente, o tomate cortado também de forma grosseira e o molho que trazia na calda. Piquei tudo até ter uma polpa grossa.
Num tacho deitei um fio de azeite e alho moído. Deixei aquecer e juntei a polpa do tomate e da cebola, temperei e pus uma folha de louro, que retirei antes de por a carne.
Quando começou a ferver juntei a carne e o chouriço, temperei de sal, pimenta e piripiri e deixei cozinhar.
Quando vi que estava apurado, desliguei o fogão e juntei farinha, com uma colher, até o preparado se descolar da parede do tacho.
Deixei arrefecer e entretanto bati um ovo num prato e noutro pus pão-ralado.
Formei croquetes na palma da mão, passei pelo ovo e o pão-ralado e depois é só fritar. Deu para 24 croquetes. Depois de passar pelo o ovo e o pão-ralado pode-se congelar. Fritam-se sem descongelar.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Uma Massa Colorida

Ontem a ideia era fazer croquetes, cuja receita vi numa revista da minha mãe. Comprei os ingredientes na 2ª feira e hoje é 5ª feira e ainda não consegui concretizar a ideia. Não passa de hoje! Depois venho aqui deixar a receita (se valer a pena). Mas o tempo foi curto, porque tive uma actividade extra… Ir às compras: presentes e uma mansão para o nosso novo companheiro cá de casa! Assim fiquei-me por uma massa improvisada, que até ficou muito boa!

De entrada comemos um queijo caprese “Palhais” (passe a publicidade, mas este queijinho é bem saboroso) e pão feito na MFP (que agora que aprendi a usar o temporizador não quero outra coisa. Desta vez foi pão rústico, com farinha da “Nacional”, passe a publicidade mais uma vez, que é, do nosso ponto de vista a melhor).

A sobremesa foi um pudim que havia lá por casa, porque já se fazia tarde e durante a semana os jantares não podem dar para altas horas.

Massa inventada

Ingredientes
Massa qb (uma qualquer, ontem foi fusilli tricolor)
Sal, azeite e ½ caldo Knorr de carne

Azeite, alho em pó, pimenta preta e gengibre
1 Chávena de cogumelos
Pimentos (verde e vermelho)
8 Delicias do mar
1 Lata de atum
1 Pacote de natas
1 Chávena de milho
Salsa e coentros picados

Cozer a massa em água a ferver temperada com sal, um fio de azeite e ½ caldo Knorr de carne. Quando estiver cozida escorrer a água e passar por água fria para travar a cozedura e não colarem.

Num wok (ou numa frigideira larga) deitar azeite até cobrir o fundo, alho em pó e deixar aquecer. Saltear os cogumelos laminados, o pimento cortado aos quadrados. Depois juntar o atum desfeito, o milho e deixar cozinhar por 2 min. Temperar com pimenta preta e gengibre (não juntei sal, porque o atum é salgado). Juntar as natas e as delícias do mar cortadas e deixar ferver por mais 2 min. Apagar o lume, envolver a massa e salpicar com salsa e coentros picados.

Muito colorida e saborosa!

Nota: pena não ter fotografias, mas esquecia-me… Fica mesmo muito bonito!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Quiche Lorraine

Ontem fiz uma quiche! Já não fazia há muito tempo e não correu lá muito bem! A massa não ficou muito bem cozida e por isso ficou mais húmida do que o que seria desejável... Mas serviu de jantar, acompanhada com uma salada de tomate e orégãos, com uma entrada de melão com presunto e de sobremesa um pudim de leite condensado (Boca Doce).
A quiche fiz assim:
Ingredientes
1 Pacote de massa quebrada
Manteiga qb
4 fatias de fiambre
4 Fatias de queijo
1 Pacote de natas
1/4 de litro de leite
3 ovos
Sal, pimenta e noz moscada
Forrei o fundo de uma tarteira de pirex com manteiga e por cima pus a massa quebrada e piquei. Por cima pus as fatias de fiambre e as fatias de queijo. Numa tigela bati os ovos com uma vara de arames, juntei as natas e o leite e bati bem. Temperei com sal fino, pimenta preta e noz-moscada e deitei por cima do queijo. Vai ao forno cerca de 30 min. (Eu pus menos tempo, por isso não ficou exactamente como eu queria).
É um jantar rápido e delicioso!

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Um jantar de Domingo

Estes dias estive de férias! Mas não me dediquei muito à cozinha! Foram umas férias que voaram entre uma coisa e outra... Entre jantares fora e outras refeições mais descontraídas... Ontem o almoço foi com a avó e o jantar foi descontraído e calmo. Vou por aqui a ementa porque me soube muito bem e quero partilhar!
Espetadas de lulas e camarão com batatinhas cozidas e molho de limão e salsa! Muito bom mesmo!
Estas férias foram para fazer pão! Depois conto algumas experiências!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Um jantar

Na 6ª feira ia ter um serão descansado… Íamo-nos preparar para mais um passo, aquele que demos no Sábado… Mas isso fica para contar noutra oportunidade… Falei com uma amiga que tinha uma noticia muito boa, daquelas que têm mesmo que ser comemoradas, que ser celebradas! Uma altura a partilhar! Então combinamos jantar! E eu fiz um jantar de festa, como a ocasião pedia (ou melhor, exigia)!

A ementa foi a seguinte:

Cocktail de lima
Bruschettas de Tomate Cherry
Massa fresca com camarão e cogumelos

Fondue de carne com batata frita (um vinho tinto a acompanhar)

Tarte de leite condensado

Vou deixar por aqui a receita da tarte de leite condensado, porque foi um pedido da minha amiga, que achou a tarte muito boa (as bruschettas já aqui estão no posto anterior; o fondue não tem muito que saber e a massa fica para uma próxima ocasião).

Ingredientes:
1 Base de massa folhada
1 Lata de leite condensado
1 Limão
4 Ovos
1 Colher de chá de essência de baunilha

Preparação:
Forrar a tarteira com a massa folhada (se for de silicone não precisa de ser untada antes). Tapar com papel vegetal, deitar feijões e levar a cozer no forno cerca de 10 min.
Numa taça juntar o leite condensado, as gemas de ovos e a essência de baunilha e juntar tudo muito bem. Tirar a massa do forno, esperar que arrefeça e deitar em cima o leite condensado. Bater as claras em castelo firme, juntar 2 colheres de açúcar e deitar por cima do preparado anterior. Vai ao forno até o merengue ficar dourado.
Muito bom mesmo!
Nota: Tirámos fotografias, que até ficaram giras, mas devido a um assunto de natureza técnica (não deu para passar as fotos da máquina para o computador) não as posso partilhar hoje...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Uma entrada e uma novidade


Este é o primeiro post em que a foto é minha (não tirada por mim, mas daquilo que eu fiz)!!!! Uma grande novidade!
É uma entrada, feita para acabar algumas coisas que andavam lá por casa! E o mais engraçado é que não as acabei...

Bruschettas de cogumelos e tomate cherry

Ingredientes:
2 Fatias de pão
1 Chávena de Queijo mascarpone
Tomate Cherry
Cogumelos
sal, pimenta, noz-moscada e manjericão

Preparação:
Cortam-se 2 fatias de pão, que se barram com azeite e alho. Numa assadeira leva-se ao forno até assarem e ficarem douradas.
Entretanto numa tigela juntei o queijo com sal, pimenta, noz-moscada.
Numa frigideira deita-se um fio de azeite e salteiam-se os cogumelos.
Quando as fatias de pão estiverem douradas, retiram-se do forno, barram-se com o queijo, por cima deita-se os cogumelos salteados, os tomates cherry partidos ao meio e polvilha-se com manjericão e oregãos.
Volta-se a por no forno até os tomates ficarem assados.

Rolo de carne

Finalmente a receita do rolo de carne. É do mais simples que há e sai sempre bem! E eu gosto bastante de fazer porque se põe realmente a mão na massa. É algo que me diverte.

Ingredientes:
1 kg de carne picada (pode-se misturar vaca e porco)
1 Pacote de sopa de cebola
1 Ovo ou 3 colheres de maionese
Pão ralado qb
Sal, pimenta e noz-moscada
Salsa picada

Preparação:
Numa tigela junta-se a carne com o sal, a pimenta, a noz-moscada, a salsa picada e o pacote de sopa de cebola e amassa-se de modo a ligar bem todos os ingredientes. Depois é só juntar o ovo ou as colheres de maionese e juntar tudo.
Forra-se um tabuleiro com papel vegetal e polvilha-se com pão ralado. Por cima espalha-se o preparado da carne até cobrir o fundo do tabuleiro. Em cima da carne põe-se uma fatia de queijo (eu usei flamengo fatiado) e uma fatia de fiambre. Enrola-se com a ajuda do papel vegetal e vai ao forno a 180º cerca de 30 min.
Retira-se do forno, com cuidado tira-se o papel vegetal, volta-se a pôr o rolo no forno e rega-se para tostar. Eu normalmente deito um copo de vinho branco e um ramo de salsa fresca. No entanto também se pode juntar um pacote de natas ou então fazer algum molho indicado para isso.
Quando ficar tostado é só retirar do forno, esperar que arrefeça e fatiar.

Nota: Pode-se rechear com outras coisas, como: ovos cozidos; presunto ou legumes.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Bolo de Fruta (uma qualquer)

Este bolo tem uma coisa boa: pode ser feito com qualquer fruta que esteja lá por casa a ficar muito madura... É delicioso e fica bonito! Vi a receita na Internet, mas fiz umas alterações e ainda bem que as fiz, porque o bolo é suficientemente doce, não precisa de muito açucar (tirei 100 gr á receita original). Fiz numa forma de silicone! Vou fazer quase tudo em formas de silicone a partir de agora! Que coisa tão boa: sem untar, sem adicionar manteiga ou farinha, sai tudo bem e direitinho!
Ingredientes:
Base:
Fruta (uma qualquer)
Sumo de limão
100 gr de açúcar
4 Colheres de sopa de água
Bolo:
150 gr de Farinha
100 gr de açúcar
3 ovos
1 Colher de chá de essência de baunilha
1 Colher de chá de fermento
75 gr de manteiga (a receita original dizia 200 gr, mas eu achei demais)
Comecei por fazer o caramelo para a base: num tacho deitei o açúcar e a água, liguei o fogão e deixei ferver 5 min numa temperatura média.
Entretanto descasquei a fruta. Utilizei maçãs, que cortei aos quartos e depois às fatias finas e forrei o fundo da forma. Por cima salpiquei com umas gotas de limão e deitei o caramelo. Reservei.
Numa tigela bater os ovos com o açúcar até obter uma mistura uniforme. Peneirei a farinha e fui juntando aos poucos. Juntei o fermento, a essência de baunilha e por fim a manteiga derretida. Bater durante 3 min e deitar por cima do caramelo.
Vai ao forno cerca de 20 min. ou até estar cozido (depende do forno).
Muito bom!

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Cheesecake de Morango

Este cheesecake tem uma história de vida algo complicada... Ele foi pensado na 6ª feira à noite, durante um jantar, quando recebemos outro convite para mais um jantar no Sábado! E eu disse: "nós levamos uma entrada e um cheesecake." Claro que na altura não pensei lá muito bem no que estava a dizer... Foi feito no Sábado de manhã (por volta do meio-dia) e foi levado para o jantar desse mesmo dia, numa viagem de carro, onde acabou por perder algum molho para cima de umas calças que não gostaram (a dona também não)! Quando foi aberto foi a desilusão. Fiquei mesmo triste: parecia batido de morango... Aliás foi chamado de batido de morango... O resto ficou em casa de quem nos convidou para jantar, porque não me queria arriscar a que acontecesse na viagem de regresso o mesmo que na viagem de ida... No Domingo falámos com as pessoas que o comeram ao almoço: estava delicioso! Muito fresquinho e para cortar á fatia... :) :) Tive pena de não o ter provado assim, mas fiquei muito contente! Conclusão: Fazer com 24h de antecedência!
Ingredientes:
1 e 1/2 de bolacha Maria (não tinha e utilizei um de bolacha Maria e um de palitos La Reinne)
150 gr de manteiga
1 Lata de leite condensado
2 Iogurtes naturais (usei açucarado com açúcar de cana)
1 Pacote de queijo mascarponne (queijo creme também dá)
1 Colher de Chá de açúcar baunilhado
3 Folhas de gelatina
500 gr de Morangos
4 Colheres de sopa de açúcar
Num liquidificador piquei as bolachas e os palitos. Deitei numa tigela e juntei a manteiga derretida. Pus na forma (usei um pirex redondo) a cobrir o fundo e os lados.
Entretanto limpei e cortei os morangos ao meio (eram pequeninos, se fossem maiores teria cortado em 4), pus num tacho, juntei 4 colheres de açúcar e deixei ferver em lume branco por 8 min.
Pus as folhas de gelatina em água para emudecer durante 5 min., retirei, escorri e derreti no micro-ondas 30 seg.
No liquidificador juntei o queijo creme, com a lata de leite condensado, os iogurtes e a colher de açúcar baunilhado. Depois de junto, deitei as folhas de gelatina derretida e mexi com uma colher para envolver. Deitei por cima da bolacha e pus no frigorífico. Na altura de servir cobrir com o molho de morangos.
Estava bom, mas diz quem comeu depois, que no Domingo que estava muito melhor!

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

O Jantar de Hoje




Hoje tenho um jantar! Estou contente e ansiosa com esse jantar, que espero que corra pelo melhor, que seja descontraído e cheio de bons momentos! Porque precisamos, porque é bom e faz bem!
Esse jantar é em casa de uma amiga, mas cada um vai levar a sua contribuição. A nossa foi mais na parte da comidinha mesmo! Eu também faço uns doces e sobremesas de vez em quando, mas adoro cozinhar comida! Por isso fiquei de levar rolo de carne (porque se pode fazer no dia anterior e comer frio) e uma salada fria de massa. No entanto ontem vi esta receita, que me pareceu uma óptima entrada, e como tinha uma base de massa folhada para usar resolvi fazer também uma entradinha para levar.
Vi a receita aqui e fiz mais ou menos como lá diz… E foi assim:

1 Base de massa folhada
250 gr de Tomate cherry
1 Chávena de queijo creme
Sal, pimenta, noz-moscada, ervas da provence e orégãos

Barrei um tabuleiro de pirex redondo com manteiga e estendi a massa (cuidado para evitar as bolhas de ar).
Numa tigela juntei o queijo creme, com pimenta, sal e noz-moscada e espalhei por cima da massa. Cortei os tomates às metades e coloquei em cima do queijo, com a parte de dentro do tomate para cima. Polvilhei com sal fino, ervas da provence, pimenta moída na hora e orégãos. Pus no forno durante 15 min., até o tomate largar sumo e o queijo estar derretido.
Ficou uma entrada muito bonita!
Hoje é só voltar a aquecer durante 5 min!

Também comprei pimentos padrão, que eu adoro, e vou levar para dar mais cor à mesa! Mas ontem fiz alguns lá para casa…

Numa frigideira deitei um fio de azeite (muito pouco) e alho moído. Quando o azeite ficou quente juntei os pimentos padrão previamente lavados e tomates cherry inteiros. Deixei fritar de ambos os lados, mexendo de vez em quando, até ficarem molinhos. Depois é só por numa travessa, polvilhar de sal e servir! (Cuidado com os muito picantes…)

A receita do rolo de carne deixo para depois!

quinta-feira, 9 de setembro de 2010


Ontem tinha intenção de fazer salada russa, mas depois surgiu um problema técnico lá por casa, que atrasou o jantar e acabei por improvisar uma massa! A massa é uma coisa muito boa e rápida de se fazer, e para além disso é muito saborosa!


Massa rápida


Massa a gosto

1 Lata de atum

Cebola

Tomate

Azeite

Sal e pimenta

1 Lata de Milho

Salsa e oregãos

Sopa de marisco

1 Copo de vinho branco

1/2 pacote de Natas


Numa panela pus bastante água a ferver, um fio de azeite e sal. Quando a água fervia em cachos juntei a massa e deixei cozer (cerca de 8 min. para ficar como se gosta lá por casa).

Entretanto, no wok deitei um fio de azeite, alho picado, cebola picada e deixei alourar. Quando estava dourado, juntei o tomate sem pele e sem sementes, aos cubos e deixei cozinhar até o tomate deitar sumo.

Juntei o atum desfiado, 1 copo de vinho branco e 2 colheres de sopa de marisco. Temperei com pimenta moída na hora e deixei apurar. Quando reduziu e engrossou o molho deitei 1/2 pacote de natas (opcional... só utilizei porque estava aberto desde Domingo e não quis que se estragasse), envolvi bem e apaguei o lume. Juntei o milho, a massa cozida e escorrida e servi polvilhado de salsa e oregãos.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Lulas de Caril

Na última 6ª feira preparei um jantar de 6ª feira, daqueles que podem dar para mais tarde, porque é 6ª feira e no Sábado ninguém nos obriga a levantar muito cedo! E mesmo que tenhamos coisas para fazer dá sempre para esticar a manhã na preguiça!
O pão foi feito em casa, na nova máquina de fazer pão, a sobremesa foi gelado de morango com cobertura de chocolate quente e o prato principal foi lulas de caril! Gosto bastante de caril e acho que combina muita bem coma s lulas!

Então fiz assim:

750 gr de Lulas limpas
1 Cebola
1 Tomate
2 Colheres de sopa de polpa de tomate
1 Chávena de vinho branco
1 Dente de alho
2 Chávenas de leite de coco
3 Colheres de chá de caril
Azeite, sal, molho tabasco

Preparação:

Num tacho deitei um fio de azeite, o alho picado e a cebola picada finamente. Deixei alourar. Quando estava louro (cuidado para não queimar) juntei o tomate aos cubos e a polpa de tomate. Baixei o lume e deixei cozinhar por 10 min.
Quando estava apurado juntei as lulas às rodelas e o sal e mexi para envolver. Deixei cozinhar mais 10 min, com cuidado para não pegar. Quando as lulas estavam a ficar mais molinhas polvilhei com o caril e envolvi. Deitei o leite de coco e o vinho branco (usei espumante que tinha sobrado da sangria do dia anterior) e deixei apurar por mais 15 min. Por fim desliguei o fogão e juntei 1 colher de café mal cheia de molho tabasco.

Servi com arroz branco lavado!

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Queques de Limão


Vi esta receita no site da Mafalda Pinto Leite (que vou ver com muita regularidade). Os queques eram servidos com molho de maracujá, mas como só tinha uma lata de polpa de maracujá com 1/2 litro e depois ia ficar aberta e podia-se estragar resolvi adaptar a receita e regar os queques com calda de limão! Muito bom! Mas a de maracujá não está esquecida... Um dia destes aqui aparece!

Ingredientes
175 g de manteiga à temperatura ambiente
3/4 chávena de açúcar
1 colher de sopa de raspa de limão
3 ovos
1 1/2 chávenas de farinha sem fermento
2 colheres de chá de fermento em pó
2 colheres de chá de sumo de limão

Calda:
1 Limão
1 Chávena de água
3 Colheres de sopa de açúcar


Modo de confecção
Aqueça o forno a 160 ºC. Unte um tabuleiro de queques (ou qualquer outro tipo de forma com a capacidade de 1/2 chávena) com manteiga e peneire com farinha. Eu usei uma forma de silicone para queques e só foi necessário pincelar com óleo.

Coloque a manteiga, açúcar e raspa de limão numa tigela de batedeira. Bata até obter uma mistura leve e cremosa. Adicione os ovos um de cada vez, batendo bem antes de cada adição. Peneire a farinha e fermento em pó por cima da mistura de manteiga e misture juntamente com o sumo de limão.

Divida a massa pelas formas e leve ao forno por 25 minutos ou até um palito quando inserido no centro saia limpo. Retire do forno e deixe arrefecer.

Entretanto num tacho leve ao lume o açúcar, a água e o sumo de limão. Mexa sempre até verificar que fica com uma calda liquida, mas espessa. Coloque os queques num prato fundo, regue os queques com a calda e deixe arrefecer!

São muito bons, sabem bem a limão e acompanham o café na perfeição!

O fim-de-semana


Este fim-de-semana lá em casa foi passado em limpezas, arrumações e outras que tais… mas também houve tempo para andar às compras na Feira Rural, onde se compram frutas, legumes e flores frescas e muito mais acessível que no supermercado! Para além disso dá para conversar com os vendedores, parar para tomar um café! Enfim, é um prazer ir à feira ao Sábado de manhã (mais para a tarde… lolololol)!
Depois houve muito tempo para estar na cozinha e preparar algumas coisas muito boas! E estrear a máquina de fazer pão! Acho que esse foi o momento alto do fim-de-semana em termos culinários!
Na sexta-feira estava ansiosa por estrear a máquina e resolvemos fazer pão branco na versão rápida! Demorou 58min, e tínhamos pão para o jantar, mas era um pão um bocadinho pesado e maçudo…
Então no Sábado à tarde, depois das compras lá fomos experimentar o pão branco francês! Ficou muito melhor, mais leve e óptimo para o pequeno-almoço! No Domingo de manhã foi a vez de fazer pão de centeio, no programa pão escuro! Ficou muito bonito, mas ainda não sei se ficou bom, porque entretanto não foi preciso abrir! Hoje há pão de centeio para o jantar! Continuam a faltar as imagens, mas como já encontrei a máquina vou tentar começar a tirar fotos! Uma amiga minha disse-me a semana passada para fazer um blog de culinária completo, ou seja: com fotos!

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Sangria de Espumante

Esta é definitivamente uma bebida de Verão. Muito agradável e fresca!
Ingredientes
1 Garrafa de espumante (quanto maior for a qualidade do espumante, melhor será o sabor final)
1 lata de Seven-up
1 Nectarina
1 Laranja
1 Maçã
1 Lima
1 Pau de canela
1 Ramo de hortelã
Acúçar (eu uso açúcar amarelo) a gosto
Gelo
Preparação:
Cortar a fruta em quadradinhos pequenos, juntar a lima às rodelas finas. Deitar no jarro, juntar o pau de canela e o açúcar para macerar. Deixar ficar durante 1/2 hora. Juntar a Seven-Up e o espumante, o gelo, verificar o açúcar e deixar repousar até servir. O ideal será cerca de 1hora!

Ameijoas à Bulhão Pato

Vou então deixar aqui como fiz as ameijoas para o jantar lá de casa!
Ingredientes:
800 gr de ameijoas
1 Limão
1 Ramo de coentros
Alho
Azeite, sal e pimenta q.b.
Preparação:
Numa frigideira funda (eu uso o wok) deitar um fio de azeite e o alho picado. Deixar alourar, sem queimar. Quando estiver o alho dourado, juntar as ameijoas para abrir. Deixar cozinhar até estarem todas abertas (se alguma não abrir, não se deve aproveitar... Sempre ouvi dizer que estão estragadas). Entretanto deve-se provar o molho para ver se necessita de sal e temperar com pimenta moida na hora. Desligar o lume (no meu caso ainda ando a tentar perceber quanto tempo antes posso desligar o bico da placa vitro-cerâmica), regar com sumo de um limão e deitar os coentros picados finamente.
Servi com fatias de pão, manteiga e maionese.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Estes dias têm sido complicados! Mudanças de casa são uma altura complicada, onde há muito que fazer e pouco tempo... E também não há tempo nem coisas a jeito para cozinhar! Mas agora as coisas vão começar a entrar nos eixos!
O 1º jantar lá em casa foi com a minha avó! Correu muito bem e aqui deixo a ementa:
Ameijoas à Bulhão Pato
Gambas cozidas
Pãozinho fatiado
Maionese
Manteiga
Melão de sobremesa
Nesta ementa nada é muito complicado de fazer e não há grandes receitas a deixar! No post seguinte deixo a forma como fiz as ameijoas!
Mas foi uma aventura porque o fogão que existe lá em casa é uma placa vitro-cerâmica! Coisa que ainda não domino e portanto cada refeição é uma aventura!
Mas acho que quando me habituar vai ser muito bom!
Ontem também fiz um jantar reforçado, porque é uma data especial! A ideia era fazer mais uma série de coisinhas boas, mas depois para variar, apareceram mais umas coisas para fazer e a ementa foi:
Sangria de espumante
Perninhas de frango no forno com batatas fritas (onde estreei a minha fritadeira eléctrica, da qual gostei bastante! Não há stress nenhum, não há óleo a ferver ao lume, não há salpicos e nem há cheiro... O que é muito bom)!

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Salada Rápida


Hoje o almoço foi uma salada rápida, inspirada numa outra que vi no blog da Luísa Alexandra. A salada com melancia parecia-me uma boa opção para dias de calor, mas resolvi alterar algumas coisas...

Fiz assim:


1/2 Melancia aos cubos
1 Lata de milho
Coentros
Queijo para saladas
Sal
Vinagre
Azeite


Tirei as sementes todas da melancia e parti aos cubos. Dentro da saladeira deitei a melancia, o milho escorrido, coentros picados e o queijo para salada (pus Palhais, mas existem outras marcas) cortado aos quadrados.
Depois é só temperar com sal, vinagre (usei vinagre balsâmico) e um fio de azeite!


E está pronta uma salada rápida e muito saborosa!

Salada Fria de Massa

Há dias em que não há jantar, nem almoço… Há dias passados na praia em que o almoço é o básico pic-nic com sandes de coisas variadas (fiambre, queijo, tomate, alface, requeijão), fruta, ovo mexido e um gelado ou uma bola de berlim lá mais para o fim da tarde… Nesses dias o jantar acaba por ser um frango assado comprado na churrasqueira ao pé de casa ou qualquer outra coisa simples, porque a vontade de cozinhar é pouca ou nenhuma…
Mas também há os básicos, aquilo que é sempre bom ter em mente e que fica bem em qualquer altura. Uma dessas receitas é uma salada de massa muito boa para levar para a praia ou para a saída com os amigos, em que se combina um pic-nic… Come-se fria, pode ficar feita de um dia para o outro e sabe muito bem!

Salada Fria de Massa

Massa a gosto
Bacon aos cubinhos
Fiambre aos quadradinhos
Cogumelos laminados
Chouriço aos quadradinhos
Milho
Azeite
Alho

(Pode-se juntar delicias do mar, camarões descascados e previamente cozidos, rebentos de soja, ervilhas ou qualquer outra coisa que exista no frigorífico)

Numa panela com água a ferver coze-se a massa até ficar “al dente” (cerca de 8 min., mas convém verificar porque depende muito da massa). Quando estiver cozida escorre-se, passa-se por água fria e reserva-se. Entretanto numa frigideira funda deita-se um fio de azeite, um dente de alho picado e deixa-se alourar. Quando estiver louro junta-se o bacon e o chouriço para fritar uns minutos; depois misturam-se os cogumelos bem escorridos e secos com um papel de cozinha. Quando estes tiverem alourado misturam-se os restantes ingredientes, tempera-se com pimenta e sal a gosto (não esquecer que o bacon e o chouriço são salgados) e deixe-se cozinhar por uns minutos, mexendo sempre para não pegar. Depois de apurado é só juntar a massa e envolver com a ajuda de uma colher de pau.
Deixe arrefecer e ponha em caixas para levar para o pic-nic ou para a praia.
Bom apetite!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

As ementas lá de Casa

Continuando com as receitas deste post, passamos agora para o arroz de pato. O pato é uma ave muito saborosa, mas que não tem tanta carne quanto o frango. Custa mais a cozer e como é um bocadinho mais rijo, demora mais tempo a desfiar... Mas fica muito bom! Esta receita pedi à minha mãe, depois de ter procurado bastante e de não ter visto nenhuma que fosse parecida, perguntei-lhe como se faz... É assim:
Arroz de Pato
1 Pato
1 Cebola
Alho e louro
Azeite
Vinho Branco
Sal, pimenta e Cravinho
Arroz
Chouriço
Manteiga
Comecei por cortar e lavar muito bem o pato. Trazia os miúdos, que guardei, uma vez que com o calor não apetecia fazer canja.
Depois de bem lavado e cortado em pedaços mais ou menos pequenos, deitei azeite numa panela, a cebola picada, alho picado e uma folha de louro. Deixei a cebola ficar molinha e quase transparente e juntei o pato. Envolvi bem, baixei o lume e deixei cozinhar cerca de 10 min. É preciso ter cuidado e ir mexendo de vez em quando. Ele cozinha no vapor. Quando o pato estava a ficar lourinho por fora juntei 1 copo de vinho branco, o sal, a pimenta e água até cobrir. Deixei cozer. Depende do fogão, mas demora cerca de 35/40 min.
Depois de cozido, escorri da água, e deixei arrefecer.
Entretanto, passei a água por um passador de rede, medi a quantidade necessária para o arroz (por cada caneca de arroz, 2/5 de água, porque prefiro o arroz mais molhadinho), voltei a por ao lume, deixei ferver e juntei o arroz. Coze durante 8/10 min, porque não deve cozer demasiado.
Enquanto o arroz coze, desfia-se o pato, tendo o cuidado de tirar todos os ossos e peles.
Untei um tabuleiro com manteiga, pus uma camada de arroz, no meio espalhei o pato, tapei com mais uma camada de arroz e por cima decorei com o chouriço cortado às rodelas e umas nozes de manteiga. Depois é só por no forno até dourar por cima!
Bom apetite
Notas: com o pato desfiado pode-se juntar bacon ou presunto aos quadradinhos e azeitonas cortadas às rodelas fininhas.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

As ementas lá de Casa


Em relação à ementa que deixei neste post e começando pelas entradas não há nada que saber: as tâmaras (estas foi a mãe que trouxe de Israel, mas compram-se secas nos hipermercados) é só enrolar em presunto. Dependendo do tamanho da tâmara, enrola-se numa ou 1/2 fatia de presunto.

O queijo brie é só escolher no supermercado, cortar às fatias e por na mesa. Convém também juntar as tostas na mesa, para se poder degustar convenientemente o queijo.

A única entrada digna de receita são as beringelas grelhadas. Comi pela primeira vez em casa de uns amigos e achei muito agradável. Faço várias vezes lá em casa, como entrada ou acompanhamento, mas fiz as minhas alterações...
Então é assim:
1 Beringela
Sal
Salsa
Azeite
Alho
Queijo mozarella
Sumo de limão (ou lima)

Corta-se a beringela às rodelas muito finas (o mais fino possível, o que depende do jeito do artista e da qualidade da faca), e põe-se na chapa para grelhar, polvilhadas de sal. Esta já deve estar quente. Deixa-se grelhar cerca de 3 m de cada lado. É bom ir tendo atenção à cor da rodela para ver quando está grelhada.
Num tacho à parte aquece-se azeite com alho picado até ferver.
Põe-se as rodelas de beringela grelhada num prato, regadas de sumo de limão (ou lima, mas eu não encontrei lima e fiz com limão), salsa picada fininha e o azeite quente com o alho. Serve-se com o queijo mozarella às rodelas.

Hoje resolvi

Hoje resolvi que vou começar a fazer iogurtes... Só tenho é que comprar uma iogurteira... Vou pensar nisso! São mais saudáveis e depois pode-se juntar fruta, cereais ou compotas! Parece-me muito bem!

Vi a receita em vários blogues (porque agora por toda a blogoesfera se vêem iogurtes), mas acho que quando fizer, vou experimentar esta:


Ingredientes:

1 iogurte natural (de compra)
1 litro de leite (eu uso magro)
2 colheres de sopa de leite em pó

Preparação:

Numa vasilha coloque o iogurte e, com uma vara de arames, vá misturando o leite (que não deve ser aquecido nem fervido - directamente do pacote à temperatura ambiente) aos poucos e poucos, de modo a que o iogurte se dissolva no leite. Adicione agora o leite em pó e misture bem para dissolver.
Se quiser coloque uma colher de compota no fundo dos copos do iogurte e encha-os depois com a mistura anterior.
Coloque os copos na iogurteira, tape-a e ligue a máquina. Deixe ficar assim cerca de 12 horas - período de fermentação. Ao fim deste tempo retire os iogurtes da máquina, tape-os e coloque no frigorífico.
Os iogurtes caseiros conservam-se cerca de 10 dias.
Vamos ver como vão ficar... Depois conto!

terça-feira, 17 de agosto de 2010

Ementas lá de casa

A cozinha lá de casa tem andado meio parada... O calor e as mudanças na vida a isso obrigam...

Hoje vou deixar aqui uma das ementas lá de casa! Gosto de ter convidados para almoçar ou jantar, gosto de me dedicar a pensar na ementa consoante aquilo que conheço dos convidados, gosto de preparar tudo antes, de fazer a lista de compras, de sair de casa para ir às compras e de procurar as coisas ideais para fazer aquela refeição que vai ser especial, porque é cozinhada com muito amor!

Um destes dias tive lá um casal amigo e um amigo nosso e a ementa foi a seguinte:

ENTRADA:
Tâmaras com presunto
Queijo Brie com tostas
Beringela Grelhada
PRATO PRINCIPAL:
Arroz de Pato
SOBREMESA:
Tarte de Limão
Tudo acompanhado com um Mateus Rosé bem fresquinho, uma conversa muita animada, muito boa disposição e muito, mas mesmo muito calor!
Nota: As receitas vou por por aqui...

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Massa com Molho de Tomate

No Sábado passado o dia foi uma correria e os planos para a noite forma feitos á última da hora... Mas o fim-de-semana correu muito bem e acabou por ser um Sábado muito produtivo. Quando cheguei a casa, à hora do jantar, para depois voltar a sair não tinha nada a descongelar e por isso improvisei um bocadinho! E saiu um prato rápido e muito bom (embora essa não seja a opinião geral lá de casa, porque há quem não goste de molho de tomate)...
E foi assim:
Molho:
2 Tomates maduros
2 Cebolas médias
1 dente de alho
1 colher de café de açúcar (eu esqueci-me e também não ajudou)
2 Colheres de sopa de polpa de tomate
3 Colheres de sopa de vinho branco
Manjericão
Salsa
Azeite
Sal
Pimenta
Num tachinho deitei um fio de azeite, o alho picado e a cebola às rodelas. Deixei a cebola ficar translúcida. Entretanto limpei a pele e as sementes do tomate e cortei às rodelas também. Quando a cebola ficou translúcida deitei o tomate, o açúcar, a polpa de tomate, o sal e a pimenta moída na hora. Deixei cozinhar durante uns minutos até o tomate se misturar bem com a cebola. De seguida deitei o vinho branco e a salsa, baixei o lume e tapei para apurar por uns minutos.
Quando estava a borbulhar deitei no copo do liquidificador e bati por 10 seg (+ ou -). Voltei a por no tacho, deixei apurar mais uns minutos e no fim aromatizei com manjericão.
Massa
Massa a gosto
Água
Azeite
Sal
Cogumelos laminados
Bacon
Chouriço
Pimenta
Oregãos
Numa panela com água a ferver, sal e um fio de azeite deitei a massa e deixei cozer por 8 min. (o tempo pode variar consoante se goste da massa mais ou menos cozida. Eu gosto dela rija).
Entretanto, numa frigideira larga ou no wok deitei um fio de azeite, alho moído e o bacon aos quadrados, o chourição cortado. Deixei fritar por uns minutos e juntei os cogumelos escorridos. (Eu passo sempre pelo passador uns minutos antes e depois seco com papel de cozinha, para não deitarem liquido).
Temperei com pimenta, juntei a massa escorrida e o molho de tomate. Polvilhei com oregãos e servi!